sexta-feira, 14 de agosto de 2009

CALENDÁRIO DO FUTEBOL BRASILEIRO

Finalmente, a CBF acordou ou foi acordada com uma solicitação da Presidência da República, para iniciar estudos de mudança do calendário brasileiro. A idéia central é adaptá-lo ao calendário europeu, ou seja, praticamente ao mundial.

Não é solução para toda a indigência atual de nossos clubes, que se desmontam a cada ano, bem no meio do Campeonato Nacional, com a venda de seus principais jogadores para times europeus e asiáticos.

Porém, pode ser algo que comece a dar uma injeção de ânimo no torcedor. Se o mundo corre num determinado sentido, por que não fazermos o mesmo?

Se queremos continuar sendo o país do futebol, título ufanista que gostamos de ostentar, temos que agir com inteligência, para que possamos, pelo menos, manter clubes competitivos, que gerem renda e receita, que respeitem o torcedor, obrigado a torcer por um time no primeiro turno e, às vezes, por outro completamente diferente no segundo.

É claro que há ainda muita coisa a fazer, para que voltemos a ser não apenas meros exportadores de pé-de-obra, na expressão feliz do Kfouri. Enquanto a cartolagem de nosso futebol não se profissionalizar ou, pelo menos, não adquirir uma postura profissional, continuaremos a ver administrações incompetentes a fazer idiotices que levam ao eterno endividamento dos clubes.

Agora que se fixou uma forma mais racional de disputa do Campeonato Nacional, a adoção de um novo calendário, mais próximo ou idêntico ao europeu, deve ser um passo importante para a melhoria de nosso futebol, embora, repito, não seja a solução para todos os seus problemas.